Uma das maiores beleza de Alagoas é a Praia do Gunga! Se você começou a pesquisar sobre o que fazer no estado alagoano, com certeza já cruzou com diversos posts que comentam sobre a deslumbrante praia.

E não é para menos! Localizada numa curva sinuosa entre a Lagoa do Roteiro e o Oceano Atlântico, o mar azul turquesa e a praia branca são paixão à primeira vista.

Quem conhece a praia do Gunga costuma a descrever como um lugar paradisíaco! Além de toda beleza natural é um local com várias opções de lazer e atividades. Visitar e curtir a região é ter a certeza de criar momentos inesquecíveis!

Para você se programar melhor e conseguir aproveitar tudo que a praia tem para oferecer, nós montamos esse guia completo e definitivo que vai sanar qualquer dúvida que você tenha, desde o que fazer até onde comer e se hospedar!

Depois desse texto, você só vai precisar se preocupar com quantas bermudas e biquínis vai levar na sua mala. Vamos nessa?

1. O que saber antes de curtir a praia do Gunga?

A praia do Gunga fica localizada em meio a um enorme coqueiral no município de Roteiro. Não bastasse esse cenário que só existe lá, a cor da água varia conforme a maré.

A localização da praia do Gunga também interfere no visual dela. Durante a maré baixa a água fica azul de dar inveja a qualquer praia do Caribe. Já na maré alta a água do mar se encontra com a água da Lagoa e a praia se enfeita de uma tonalidade esverdeada indescritível!

A areia é sempre branca e a praia tem ótima infraestrutura para receber os visitantes, com quiosques que oferecem cadeiras e guarda-sol, além de drinks e comidas da região.

É uma praia para passar bons momentos em família, com os amigos, com aquela pessoa especial ou mesmo curtir a praia só você e um bom livro. Na praia do Gunga tem espaço para todas as tribos!

O mar é de tombo, mas a água no lado da praia na lagoa é tranquila e perfeita para as crianças brincarem sem preocupações!

2. Qual a melhor época para visitar?

Alagoas é um estado abençoado! Faz calor o ano todo. Claro, existem períodos do ano em que chove, mas é pouco. E quando a chuva aparece é de manhã cedinho e no fim do dia, ou seja, muito difícil que um dia com chuva atrapalhe os passeios e impeça você de curtir a praia.

Como qualquer região do Nordeste, existe em Alagoas a alta temporada em que os viajantes mais buscam as praias. Ela começa em Dezembro e vai até antes do Carnaval. Em Maceió não existem festas durante o Carnaval, celebramos antes.

Por causa disso, a região toda se torna um ótimo refúgio para quem quer fugir do agito das festas carnavalescas. Claro, isso não quer dizer que as praias estarão desertas, mas você poderá curtir bons momentos longe da folia.

Em resumo, qualquer época do ano em que você pense em nos visitar, será uma época boa! O que você deve ficar bem atento, na verdade, é à tábua das marés. Isso interfere no visual da praia, como falamos, e também em alguns passeios.

Mas não é nenhum bicho de sete cabeças. Você pode acessar este site, ou este site, para verificar como estará a maré em determinado dia e horário. Quando acessar qualquer um dos sites você verá cada dia separado por horário e ao lado da hora um número.

Quanto mais perto de zero o número estiver, mais baixa estará a maré. Como a Praia do Gunga muda de cenário com a maré, é interessante saber como ela estará durante a sua visita. Além disso, as piscinas naturais da região só se formam durante a maré baixa.

3. Como chegar à Praia do Gunga?

Tudo depende do seu ponto de partida. Se você pretende se hospedar em Maceió, são mais de 43 km. Nesse caso você tem algumas alternativas.

A primeira delas é alugar um carro. Nesse caso, para sair da cidade você precisa seguir na direção sul. Após passar pelo Pontal da Barra, pegue a Ponte Divaldo Suruagy.

Na saída da ponte, pegue a pista da esquerda e siga pela Rodovia Dr. Ib Gatto Marinho Falcão, a famosa AL-101. Você vai seguir pela rodovia por cerca de 39 km até o município de Roteiro.

Após passar pelo Mirante do Gunga, vire à esquerda e siga por mais 1,2 km até chegar na entrada para a praia, onde os carros ficam estacionados. O estacionamento custa R$10 e todo o trajeto demora 50 minutos.

Do estacionamento até a ponta da Praia do Gunga, uma espécie de península, o trajeto é feito a pé. São alguns metros entre os lindos coqueiros!

Para quem sai de Maceió e não quer dirigir há outras formas de chegar até lá. A primeira é fechar um passeio direto com uma agência de viagens na cidade, como a Luck ReceptivoWS Tur ou Jaraguá Turismo.

Outra forma é pegar um dos ônibus circulares que passam pela praia de Ponta Verde e Pajuçara e seguem até Barra de São Miguel. Ao chegar, você deve seguir até a Praia do Niquim. Lá você pode pegar um catamarã, lancha ou escuna até a Praia do Gunga.

As embarcações fazem passeios diários para a praia. O trajeto dura em torno de 20 minutos e todas retornam para o porto às 17h.

São diversas opções para chegar até lá, qualquer uma das opções que você escolher vão garantir uma vista exuberante da janela!

4. O que fazer por lá?

Como você viu, chegar até lá não é um problema. Muito pelo contrário! O que é um problema, no bom sentido, é escolher o que fazer na Praia do Gunga, já que várias opções de lazer e atividades.

Para não ter erro nem deixar as oportunidades passarem, confira abaixo tudo que você pode curtir na sua visita à Praia do Gunga.

  • Falésias

A Praia do Gunga é considerada por muitos visitantes como uma das mais bonitas do estado. As falésias têm grande culpa nisso! Elas ficam no lado oposto à península onde estão as barracas e quiosques da praia.

As rochas esculpidas à milhares de anos pela natureza são um deleite para os olhos com sua areia coloridas. São essas areias que os artesãos locais usam para fazer aquelas famosas garrafas com desenhos coloridos por dentro.

Para alcançar as falésias você tem duas opções, um passeio de buggy ou uma longa caminhada. Na primeira opção você pode fechar o passeio direto na Praia do Gunga com o bugueiros da região. Eles costumam cobrar em torno de R$ 50 por pessoa, ou R$100 por um quadriciclo em que cabem duas pessoas.

Para não atrapalhar a desova das tartarugas, o passeio de buggy não é mais permitido pela areia da praia, só pelo coqueiral. É um passeio agradável e muito bonito, pois você não perde a praia de vista. Ao chegar nas falésias, não deixe de subir para ter um visual deslumbrante lá do alto.

  • Mirante do Gunga

Quem vem pela AL-101 precisa fazer a curva por esse mirante para poder alcançar a praia. Por isso, uma ótima opção é parar no mirante antes de seguir viagem e poder contemplar o lindo cenário local.

Há um estacionamento no mirante e para poder subir é preciso pagar R$3,00. Nada absurdo e vale muito a pena poder avistar a imensidão do coqueiral da região.

Os próprios visitantes dizem que “A vista do Mirante do Gunga é linda…uma fazenda de coqueiros e ao fundo a vista do mar!! Vale muito a pena conhecer”.

  • Esportes Aquáticos

Quem vai à Praia do Gunga tem algumas opções muito divertidas de esportes aquáticos como flyboard, banana boat, disco boat e jet ski.

Destes, o flyboard é uma das novidades mais procuradas. Para quem gosta de experiências únicas e radicais, é um ótima pedida! Nessa modalidade você coloca uma prancha de propulsão à água que ergue você por 8 metros de altura.

Tudo é feito na água e não tem como se machucar. A adrenalina fica pela sensação de estar voando. A atividade custa em torno de R$150.

O disco boat é como o tradicional banana boat, a diferença é o formato circular da bóia com capacidade máxima para 15 pessoas. Todas as atividades contam com supervisão de profissionais qualificados.

  • Vôos de Paraglider

Sobrevoar a Praia do Gunga é uma das experiências mais emocionantes! Com certeza a visão que terá lá de cima ficará para sempre na sua memória.

O vôo dura cerca de 10 minutos, tempo suficiente para apreciar a vista, e tem saídas diárias quando o clima está bom! Você pode se informar melhor sobre preços e reservas com o Ceará Voo Duplo no telefone (85) 98867-4000.

  • Lagoa do Roteiro

A beleza da lagoa é um dos pontos altos para quem visita a região. Além de poder praticar esportes aquáticos, uma boa pedida é pegar uma embarcação para visitar as piscinas naturais que se formam no recife que separa a lagoa do oceano, mas somente durante a maré baixa.

5. Onde comer?

Degustar novos pratos e desbravar uma culinária diferente é um dos grandes prazeres de viajar. E a região da Praia do Gunga é riquíssima em frutos do mar e pratos tradicionais. Na Praia do Gunga existem ótimas opções de barracas e restaurantes onde você pode comer bem.

Tempero Nordestino, ou Barraca do Dudu, é apontada como uma das barracas que tem melhor atendimento na região com preços justos e comida muito saborosa e bem preparada.

O Anima Praia também é um queridinho dos visitantes, pois a barraca oferece os melhores drinks da praia.

Já o Restaurante Kobal tem um diferencial, não cobra consumação mínima. É uma das barracas mais procurada pelas família, já que está no lado da praia virado para a lagoa. Os garçons são muito elogiados, assim como a comida.

6. Onde se hospedar?

Algumas agências de Maceió vendem passeios de um dia pelas três principais praias do sul: Francês, Barra de São Miguel e Gunga. Não vale a pena, pois o tempo em cada uma é muito corrido e o dia termina extremamente cansativo.

No fim, é um passeio basicamente para tirar fotos. Para quem quer aproveitar tudo que as praias da região têm para oferecer, o melhor é programar para hospedar-se pela região seja durante todo o período da viagem ou apenas alguns dias.

Por isso, o Hotel Ponta Verde Praia do Francês é uma boa opção. Estamos a menos de 20 minutos de carro da Praia do Gunga, 10 minutos de Barra de São Miguel e ainda incrustados na beira-mar de uma das praias mais lindas do litoral sul. É o melhor dos dois mundos!

Quem escolhe se hospedar conosco, não se arrepende! Prova disso é nossa classificação no TripAdvisor. Outra vantagem de se hospedar na Praia do Francês é aproveitar a tranquilidade sem estar longe do agito noturno!

Você pode fazer a reserva diretamente pela nossa página especial e garantir tarifas e vantagens exclusivas.

7. Mais alguma dica?

Sim! Nunca esqueça de levar protetor solar, apesar do coqueiral que faz bastante sombra, o sol na areia é bem forte. Proteja-se do sol para não sofrer no dia seguinte.

Leve um pouco de dinheiro em espécie para pagar pelos passeios, a maioria dos guias e bugueiros ainda não aceitam cartão.

E por fim, se você busca por mais tranquilidade, os melhores dias para ir à Praia do Gunga são de segunda à quinta-feira. Nos demais dias a praia fica mais cheia.

Agora que você já sabe tudo que é preciso para aproveitar bastante, não fique só na vontade! Venha curtir a Praia do Gunga e aproveite as belezas de Alagoas no Hotel Ponta Verde Praia do Francês!

Facebook Comments

Postagens relacionadas

logo tripadivor

"Hotel aconchegante. Quarto ótimo, espaçoso, tudo novo e arrumado, Café da manha com muita variedade, tapioca perfeita. Hotel dispõe de guarda-sol e serviço na praia. Foi uma estadia impecável. Muitas opções ao redor e lanches a noite."

darliene oliveira

  • 5
de 692 incríveis avaliações